Você está aqui: Página Inicial > Centrais de Conteúdo > Noticias > Previc formaliza Central de Inteligência

Notícias

Previc formaliza Central de Inteligência

Por Assessoria de Comunicação Social

20/5/2016 - A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), autarquia responsável pela fiscalização e supervisão das entidades fechadas de previdência complementar, formaliza, por meio de portaria, a sua Central de Inteligência. A Central funciona na sede da Previc, em Brasília, e foi criada com a missão de produzir inteligência estratégica, tática e operacional, transformando dados em informação qualificada para orientar, de forma tempestiva e proativa, a atividade de supervisão dos fundos de pensão.

“A Central de Inteligência da Previc permite a adoção de providências, antes que os problemas potenciais se materializem ou tomem proporções excessivas, representando todo o esforço da autarquia de uma maior eficiência no trabalho de Supervisão Baseada em Risco (SBR), que passa pelo compartilhamento de informações”, ressalta o diretor-superintendente da Previc, José Roberto Ferreira.

O Coordenador-Geral de Planejamento e Ação Fiscal da Previc, Marcelo Toledo explica que a Central é composta por uma Coordenação Central, localizada fisicamente na sede da Previc em Brasília, e por Núcleos nos Escritórios Regionais, contando inicialmente com uma equipe de 13 auditores fiscais.

“O trabalho da Central de Inteligência fundamenta-se nos princípios da Supervisão Baseada em Riscos, no sentido de direcionar as ações de supervisão em consonância com o porte, complexidade e riscos identificados nos planos e entidades, e está inserido no Programa de Supervisão da Previc (PSP), que se propõe a aperfeiçoar os procedimentos de supervisão da autarquia, incluindo licenciamento, monitoramento, e fiscalização, construindo assim um modelo de atuação integrado e preditivo”, destacou Marcelo Toledo.

Para a execução adequada de suas tarefas, a Central de Inteligência da Previc deverá lançar mão do uso intensivo de ferramentas de TI, algumas já adquiridas, e outras em fase de licitação. As fontes de informação à disposição da equipe compreendem as bases de dados internas da Previc, bem como os dados recebidos através de convênios com outros órgãos de supervisão e dados obtidos de fontes externas, como Banco Central do Brasil e Comissão de Valores Mobiliários (CVM).